Onda de calor matou mil pessoas em três dias

Entre 16 e 19 de junho as temperaturas foram iguais ou superiores a 30 graus em grande parte do território

Em apenas três dias morreram mais de mil pessoas. Foi em junho e a elevada mortalidade está relacionada com a onda de calor que se fez sentir, aliada à tragédia de Pedrógão Grande. De acordo com o Jornal de Notícias entre 18 e 20 de junho morreram 1080 pessoas, mais 294 que no mesmo período do ano passado.

Durante todo o mês de junho, de acordo com os dados do eVM - sistema de vigilância eletrónica da mortalidade em tempo real citados pelo JN, morreram 8249 pessoas.

O elevado número de óbitos registados este mês, nomeadamente naqueles três dias, está relacionado com o incêndio de Pedrógão Grande, no qual morreram 64 pessoas, e com o calor.

Segundo o Instituto do Mar e da Atmosfera, em 90% das estações meteorológicas as temperaturas foram iguais ou superiores a 30 graus.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG