Nunes Borrego substituído por João Cartaxo Alves na chefia da Força Aérea

O general Nunes Borrego termina o seu mandato no no próximo sábado e deverá ser substituído por João Cartaxo Alves, que comanda a logística da Força Aérea desde 2019.

O chefe do Estado-Maior da Força Aérea, general Joaquim Nunes Borrego, deverá ser substituído no cargo pelo tenente-general João Cartaxo Alves, comandante da logística da Força Aérea, disseram à Lusa fontes ligadas às Forças Armadas.

Nunes Borrego termina o mandato no próximo sábado e deverá, segundo as fontes contactadas pela Lusa, ser substituído por João Cartaxo Alves, que comanda a logística da Força Aérea desde 2019.

A saída de Nunes Borrego foi noticiada pelo jornal Expresso e confirmada à Lusa.

O Conselho Superior da Força Aérea reuniu-se esta quarta-feira "de urgência" para abordar o tema. Segundo as fontes contactadas pela Lusa, na segunda-feira este órgão esteve também reunido, mas tanto a saída como a substituição do CEMFA não fizeram parte da agenda.

A agência Lusa contactou o Ministério da Defesa Nacional e até ao momento não obteve resposta.

Os chefes de Estado-Maior dos ramos são nomeados e exonerados pelo Presidente da República, sob proposta do Governo, a qual deve ser precedida da audição, através do ministro da Defesa Nacional, do CEMGFA, prevê a lei orgânica das Forças Armadas.

O CEMGFA pronuncia-se, acrescenta a lei, "após audição do Conselho Superior do respetivo ramo".

Segundo o artigo 19º da Lei Orgânica de Bases da Organização das Forças Armadas (LOBOFA), "o Governo deve iniciar o processo de nomeação dos Chefes de Estado-Maior dos ramos, sempre que possível, pelo menos um mês antes da vacatura do cargo, por forma a permitir a substituição imediata do respetivo titular".

O general Joaquim Nunes Borrego tomou posse como chefe do Estado-Maior da Força Aérea (CEMFA) a 26 de fevereiro de 2019, para um mandato de três anos que termina este sábado.

Nunes Borrego nasceu em 14 de novembro de 1960, em Pinhel, ingressando na Academia da Força Aérea em 1979, onde concluiu a licenciatura em Ciências Militares Aeronáuticas em 1983.

Do seu currículo consta uma colocação na EURONATO na Base Aérea de Sheppard, nos EUA, onde foi piloto instrutor e avaliador. Desempenhou funções em várias esquadras e foi oficial de operações e comandante de esquadra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG