Marcelo condecora Fuzileiros com "raríssima medalha"

De acordo com o Presidente da República, os Fuzileiros estiveram "sempre à altura das missões", com "unidade de corpo, com competência, com bravura, com dedicação, com coragem, com entrega plena" ao que lhes era exigido.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou este domingo os Fuzileiros com a Medalha de Valor Militar, grau ouro, considerando que este corpo de forças especiais merece esta "raríssima" distinção porque nunca falhou na sua missão.

Marcelo Rebelo de Sousa, Comandante Supremo das Forças Armadas, presidiu este domingo à cerimónia militar do encerramento das comemorações do 400.º aniversário da criação do Terço da Armada da Coroa de Portugal, que decorreu em frente ao Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, e contou com a presença de ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras, do Chefe do Estado-Maior da Armada, Henrique Gouveia e Melo.

"Foi sempre assim. Os Fuzileiros nunca hesitaram, nunca renunciaram, nunca fraquejaram, nunca falharam na sua missão, por isso vão receber a raríssima Medalha de Valor Militar, grau ouro", anunciou no seu discurso.

De acordo com o Presidente da República, os Fuzileiros estiveram "sempre à altura das missões", com "unidade de corpo, com competência, com bravura, com dedicação, com coragem, com entrega plena" ao que lhes era exigido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG