Maiores de 70 anos começaram a ser convocados para vacinação

"Estes utentes [maiores de 70 anos] já estão a receber SMS de agendamento para as vacinas, de acordo com a sua elegibilidade", declararam os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

Os utentes com idades entre os 70 e os 79 anos começaram a receber SMS de agendamento de vacinação contra a gripe, a covid-19 ou ambas, anunciaram esta terça-feira os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

O processo de agendamento da vacinação, no âmbito da campanha de vacinação outono-inverno, começou em 7 de setembro para pessoas com 80 ou mais anos, cujo agendamento das listas de utentes já foi concluído, referem em comunicado os SPMS.

Agora, está a ser agendada a vacinação para pessoas entre os 70 e os 79 anos e, posteriormente, para os utentes acima dos 60 anos.

"Estes utentes [maiores de 70 anos] já estão a receber SMS de agendamento para uma ou ambas as vacinas, de acordo com a sua elegibilidade", adiantam os SPMS, explicando que o processo de agendamento é escalonado por faixas etárias.

Desde que a campanha arrancou, até segunda-feira, já foram vacinadas cerca de 700 mil pessoas contra a covid-19, das quais mais de 575 mil receberam as duas vacinas.

Relativamente ao número total de vacinas administradas contra a gripe já supera as 705 mil, nos vários centros de vacinação do país, segundo dados divulgados pelos SPMS.

A campanha de vacinação contra a covid-19 dirige-se a pessoas com 60 ou mais anos, grávidas com idade igual ou superior a 18 anos e doenças definidas pela norma publicada pela Direção-Geral da Saúde e pessoas com 12 ou mais anos com patologias de risco.

Para os residentes ou profissionais de Estabelecimentos Residenciais Para Idosos e na Rede Nacional de Cuidados Continuados e para profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados estão indicadas as duas vacinas.

A vacinação contra a gripe é também recomendável para quem tem idade igual ou acima dos 65 anos, crianças com seis ou mais meses que apresentem doenças crónicas associadas, doentes crónicos e imunodeprimidos e grávidas.

A campanha sazonal tem por objetivo proteger a população mais vulnerável, prevenindo a doença grave, a hospitalização e a morte, prevendo-se que se prolongue até dezembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG