Kéfera. O fenómeno brasileiro do YouTube

Jovem de 22 anos que produz vídeos de cinco minutos sobre temas como o primeiro beijo ou o horror à matemática tem mais de 13 milhões de seguidores

Na última edição da Bienal do Rio de Janeiro de Literatura, em setembro, o veterano Maurício de Souza, autor da popular Turma da Mônica, foi homenageado, dezenas de autores vindos da Argentina, país-tema da feira, desembarcaram na Cidade Maravilhosa, escritores de culto das novas gerações, como Antonio Prata ou Gregório Duvivier, dividiram mesas-redondas, José Mariano Beltrame, mediático secretário de Segurança da cidade, foi convidado e até um robô chegou a contar uma história. A organização não mediu esforços para atrair visitantes. Mas tumulto, de facto, só quando chegou ao recinto Kéfera.

Kéfera Buchmann, 22 anos, é uma das principais vloggers (autora de blogue em vídeo) do Brasil. São cinco milhões no YouTube, quatro milhões no Facebook, três milhões no Instagram e mais de um milhão no Twitter a seguirem a autora do vlog 5incominutos. O livro que decorre do canal do YouTube - a razão, afinal, para Kéfera estar na bienal literária do Rio de Janeiro - chama-se Muito Mais que 5inco Minutos e já vendeu acima de 200 mil exemplares num mês.

A editora Marcador confirmou ao DN que vai editar o livro em Portugal, algures ao longo de 2016, depois de uma "acirrada luta com a concorrência", conforme assegura o jornal Folha de S. Paulo. O caso não é para menos: só em Portugal, Kéfera soma três milhões de visualizações do seu canal.

No Brasil, já foi convidada de programas da líder TV Globo, como Programa do Jô, Altas Horas ou Encontro com Fátima Bernardes. Apresentou dois programas de televisão para o público jovem, entrou em dois filmes e participou em cinco peças de teatro, nalguns casos como cameo, ou seja, interpretando-se a ela própria.

E qual é o tema do canal, do livro e dos seus derivados? Fácil: é Kéfera. A própria jovem de Curitiba, capital do estado do Paraná, conta como foi vítima de bullying, reagiu, tirou o curso de teatro e venceu na vida através das novas plataformas de comunicação. Em vídeos à volta de cinco minutos, fala do primeiro beijo ao horror à matemática e dá desde dicas sobre moda a conselhos a respeito de relações sentimentais na adolescência. Quase sempre com humor. Ou então com toques melodramáticos. Mas sempre com o objetivo de deixar os jovens - a maioria do seu público - emocionados.

Naquele dia na bienal, Kéfera também se emocionou e chorou quando foi recebida no palco, ao velho estilo The Beatles, por milhares de fãs em êxtase. Foi a única a conseguir alterar o protocolo, adiando em uma hora a sessão de autógrafos, e a obrigar a organização a reforçar a segurança do Espaço Maracanã, o recinto da feira. Vamos ver até quando dura o fenómeno. Para já, a fama dela está a durar muito mais do que cinco minutos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG