Risco de morte em acidente é mais alto 30% nos jovens

Dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária apresentados esta manhã mostram que jovens têm mais acidentes entre as 20.00 e as 08.00 e ao fim de semana

Os acidentes de viação causaram a morte de 378 jovens dos 18 aos 24 anos, entre 2010 e 2014. Estas mortes tiveram um custo social e económico de 1159 milhões de euros, de acordo com os dados apresentados esta manhã pelo presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), Jorge Jacob.

Além disso, registaram-se ainda 1575 feridos graves. Estes números, divulgados a propósito do lançamento do programa BP Segurança ao Segundo 2016, permitem concluir que o risco de morte em acidentes de viação dos jovens foi 30% superior ao da restante população. Com um registo de 9 vítimas mortais por cada 100 mil habitantes/ano, entre os 18 e os 24 anos, e 7 vítimas para os restantes grupos etários.

A morte ou ferimentos graves dos jovens resultam na sua maioria de despistes (51%), enquanto que as mesmas consequências nas restantes população resultam maioritariamente de colisões (55%).

As horas e os dias da semana em que se registam mais mortes e feridos graves nos acidentes que envolvem jovens do que da restante população mostram que estes resultam dos padrões de divertimento noturno desta população. É entre as 20.00 e as 08.00 que o número de mortes e feridos graves dos jovens supera a da restante população. Um registo igual acontece durante o sábado e domingo, onde os jovens são as principais vítimas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG