Solas de Felgueiras que dominam na Europa

Em Felgueiras, a Atlanta é uma indústria de fabrico de solas para calçado que desenvolve os produtos em articulação com grandes players do mercado europeu.

"Produzimos conceitos", diz Alberto Meireles, um dos gestores da empresa, com Paulo Ribeiro, que tem cerca de cem funcionários. O conceito a que se refere envolve a escolha dos materiais, o design, a ligação à vertente comercial.

"Somos em Portugal e na Europa a empresa que mais modelos regista, são 250 a 300 por ano", aponta o empresário, acrescentando que a Atlanta trabalha com grandes marcas mas também apresenta uma coleção própria de solas. A fábrica tem estado sempre ligada ao Centro Tecnológico do Calçado de Portugal e irá participar no FAMEST, na busca de novos materiais, ecológicos e confortáveis. "Trabalhamos a nível global, o mercado é o mundo. Hoje há mais clientes nórdicos mas o grande desenvolvimento ainda é em Itália." E aqui Alberto Meireles aponta que o "produto português, só por isso, e mesmo sendo melhor, tem um défice no preço de 20% a 30% em relação ao italiano. Isto está a esbater-se mas ainda pesa".

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

Há pessoas estranhas. E depois há David Lynch

Ganha-se balanço para o livro - Espaço para Sonhar, coassinado por David Lynch e Kristine McKenna, ed. Elsinore - em nome das melhores recordações, como Blue Velvet (Veludo Azul) ou Mulholland Drive, como essa singular série de TV, com princípio e sempre sem fim, que é Twin Peaks. Ou até em função de "objetos" estranhos e ainda à procura de descodificação definitiva, como Eraserhead ou Inland Empire, manifestos da peculiaridade do cineasta e criador biografado. Um dos primeiros elogios que ganha corpo é de que este longo percurso, dividido entre o relato clássico construído sobretudo a partir de entrevistas a terceiros próximos e envolvidos, por um lado, e as memórias do próprio David Lynch, por outro, nunca se torna pesado, fastidioso ou redundante - algo que merece ser sublinhado se pensarmos que se trata de um volume de 700 páginas, que acompanha o "visado" desde a infância até aos dias de hoje.