Fogo "completamente descontrolado" em Monção e já consumiu "casas"

"O vento é muito forte e leva o fogo de um sítio para o outro. Está muito perigoso", afirmou a vice-presidente da Câmara de Monção, Conceição Soares

O incêndio que deflagrou no sábado á noite em Merufe, Monção, encontra-se, hoje "completamente descontrolado" e já "consumiu" várias casas, afirmou hoje à Lusa a vice-presidente da Câmara local.

"A nossa prioridade agora é apenas salvar vidas e bens. O fogo está completamente descontrolado. Já tivemos que evacuar vários lugares. O vento é muito forte e leva o fogo de um sítio para o outro. Está muito perigoso", afirmou Conceição Soares.

Segundo aquela responsável, as habitações arderam nas freguesias de Longos Vales, onde já foram evacuados alguns lugares e em Bela. "Ainda não sabemos quantas casas arderam, nem se eram habitadas ou não", disse, garantindo que "os bombeiros estão a fazer o que podem".

Além de Longos Vales e Bela, o incêndio afeta ainda as freguesias de Barbeita e Anhões.

Segundo o 'site' da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), pelas 13:00, o incêndio, que deflagrou às 20:21 de sábado, no concelho de Monção, no distrito de Viana do Castelo, mobilizava 183 operacionais 56 viaturas e três meios aéreos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.