Galáxia "fantasma" intriga os cientistas: falta qualquer coisa à NGC1052-DF2

Cientistas encontraram uma galáxia que parece não ter matéria negra

Uma equipa de astrónomos descobriu uma galáxia que considera ser invulgarmente transparente. O aspeto "fantasma" da NGC1052-DF2, que tem mais ou menos o tamanho da nossa Via Láctea, intriga os cientista por que esta não parece conter matéria negra

A matéria negra e a energia negra (ou escura) são dois conceitos fundamentais para a compreensão do universo, segundo o conhecimento atual da astrofísica. É neles, nesta matéria e energia invisíveis, que se procura a explicação para muitos dos enigmas da expansão do universo.

Portanto, uma galáxia sem matéria negra é uma revolução, como dizem os cientistas num artigo publicado esta quinta-feira na revista Nature. A descoberta obriga a repensar muito do que se sabe sobre a forma como as galáxias funcionam.

Os astrónomos usaram o telescópio espacial Hubble para determinar o tamanho e brilho da NGC 1052-DF2, a 65 milhões de anos-luz da Terra. Ligeiramente maior que a Via Láctea, tem 250 vezes menos estrelas, o que levou a que fosse classificada como ultra-difusa.

"Passei horas a olhar para esta imagem. Esta coisa é extraordinária: uma bolha gigantesca tão esparsa que é possível ver outras galáxias através dela. É literalmente uma galáxia transparente", diz o autor principal do estudo, Pieter van Dokkum da Universidade de Yale, citado na página do Hubble.

Mais surpreendidos ficaram quanto tentaram calcular a massa da galáxia e chegaram à conclusão que o total é igual à massa das estrelas visíveis, ou seja, que a NGC 1052-DF2 é a única até agora sem matéria negra - tem "400 vezes menos matéria negra do que seria esperado para uma galáxia do seu tamanho e possivelmente mesmo nenhuma".

"A matéria negra é convencionalmente entendida como parte fundamental das galáxias - a cola que as mantém juntas e a base sobre as quais são formadas", explica Allison Merritt, também da Universidade de Yale e do Instituto Max Planck da Alemanha.

Embora de forma contraintuitiva, a existência de uma galáxia sem matéria negra nega teorias que tentam explicar o Universo sem a matéria negra. Isto porque a descoberta da NGC 1052-DF2 mostra que a matéria negra é de alguma forma separável das galáxias.

Os investigadores já têm algumas ideias sobre como explicar a falta de matéria negra na NGC 1052-DF2. Será que um evento cataclísmico, como o nascimento de muitas estrelas gigantes, fez desaparecer todo o gás e a matéria negra desta galáxia? Ou foi o crescimento da enorme galáxia vizinha NGC 1052?

Para encontrar uma explicação, a equipa já está à procura de mais galáxias sem matéria negra, analisando as imagens do Hubble de 23 galáxias ultra-difusas - três das quais parecem ser similares à NGC 1052-DF2.

Ler mais

Exclusivos

Adolfo Mesquita Nunes

Premium Derrotar Le Pen

Marine Le Pen não cativou mais de dez milhões de franceses, nem alguns milhões mais pela Europa fora, por ter sido estrela de conferências ou por ser visita das elites intelectuais, sociais ou económicas. Pelo contrário, Le Pen seduz milhões de pessoas por ter sido excluída desse mundo: é nesse pressuposto, com essa medalha, que consegue chegar a todos aqueles que, na sequência de uma crise internacional e na vertigem de uma nova economia digital, se sentem excluídos, a ficar para trás, sem oportunidades.

João Taborda da Gama

Premium Temos tempo

Achamos que temos tempo mas tempo é a única coisa que não temos. E o tempo muda a relação que temos com o tempo. Começamos por não querer dormir, passamos a só querer dormir, e por fim a não conseguir dormir ou simplesmente a não dormir, antes de passarmos o resto do tempo a dormir, a dormir com os peixes. A última fase pode conjugar noites claras e tardes escuras, longas sestas de dia com um dormitar de noite. Disse-me um dia o meu barbeiro que os velhotes passam a noite acordados para não morrerem de noite, e se ele disse é porque é.