Discussão "a Terra é plana": Tyson responde na televisão ao rapper B.o.B

Guerra de palavras começou quando um rapper começou a tentar provar no Twitter que a Terra é plana

Começou no Twitter, já teve direito a músicas e a discussão sobre a crença de um rapper que a Terra é plana chegou agora à televisão. A guerra de palavras entre o astrofísico Neil deGrasse Tyson e o rapper B.o.B continua com direito a destaque no Comedy Central, com Tyson a dar uma lição de ciência ao rapper, ficando a curiosidade se haverá resposta.

Bobby Ray Simmons, conhecido por B.o.B, é um rapper com alguns temas de sucesso, mas está a ganhar ainda mais fama por o que parece ser uma autêntica missão: provar que a Terra é plana. Através do Twitter tem partilhado várias "provas". E ninguém consegue convencê-lo que a Terra é redonda e até parece já ter vários seguidores da sua teoria.

Uma das pessoas que tenta mostrar a B.o.B que a Terra é mesmo redonda é Neil deGrasse Tyson, apresentador de Cosmos, programa da National Geographic. Depois de algumas respostas no Twitter, B.o.B acabou por até compor uma música, chamada Fatline, entretanto já tirada do Soundcloud. Com a ajuda do sobrinho, Tyson respondeu da mesma forma, com Flat to Fact.

Mas ontem a troca de palavras chegou à televisão. Neil deGrasse Tyson esteve no programa do Comedy Central The Nightly Show with Larry Wilmore, onde deu uma lição, ao estilo freestyle, a B.o.B. "Pequenas secções de uma superfície com curva larga parecerá sempre plana às pequenas criaturas que rastejam nela" foi uma das frases fortes que Tyson dirigiu ao rapper.

"Numa sociedade livre podes pensar o que quiseres. Se queres pensar que a Terra é plana, estás à vontade. Mas se pensares que a Terra é plana e tiveres influência sobre outros, como rappers com sucesso ou até candidatos presidenciais, então estar errado torna-se algo prejudicial à saúde, ao bem-estar e à segurança dos nossos cidadãos", disse Neil deGrasse Tyson.

O astrofísico acaba de forma simbólica: "Já agora, a isto chama-se gravidade." E larga o microfone.

Agora falta saber se B.o.B responde.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.