A busca de novos materiais para o conforto

A Atlanta diz produzir solas para todo o tipo de calçado, com uma grande variedade de materiais usados.

Depois do couro, nas últimas décadas, muitos novos componentes foram sempre adicionados, como a borracha, o plástico, as fibras de diversa composição e a cortiça, hoje importante para fazer uma sola mais leve. Já se recicla as sobras dos produtos.

"Conseguimos transformar em borracha de primeira qualidade", diz Alberto Meireles. O fabrico aditivo, com tecnologia de impressão 3D, também é outra aposta, sobretudo nas palmilhas, "elemento importante nos novos conceitos de calçado". A Atlanta tem já uma patente em calçado postural, contributo para o equilíbrio dos utilizadores, e tem duas outras em curso. Por dia, pode produzir 20 mil solas, "algumas demoram três minutos a serem feitas, outras podem chegar a sete horas". Com equipamento moderno, os acabamentos dos moldes são decisivos. "Os nossos funcionários desta área são disputados como Cristiano Ronaldo", diz Alberto Meireles. "Não somos a maior empresa de solas mas queremos ser a melhor."

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

Há pessoas estranhas. E depois há David Lynch

Ganha-se balanço para o livro - Espaço para Sonhar, coassinado por David Lynch e Kristine McKenna, ed. Elsinore - em nome das melhores recordações, como Blue Velvet (Veludo Azul) ou Mulholland Drive, como essa singular série de TV, com princípio e sempre sem fim, que é Twin Peaks. Ou até em função de "objetos" estranhos e ainda à procura de descodificação definitiva, como Eraserhead ou Inland Empire, manifestos da peculiaridade do cineasta e criador biografado. Um dos primeiros elogios que ganha corpo é de que este longo percurso, dividido entre o relato clássico construído sobretudo a partir de entrevistas a terceiros próximos e envolvidos, por um lado, e as memórias do próprio David Lynch, por outro, nunca se torna pesado, fastidioso ou redundante - algo que merece ser sublinhado se pensarmos que se trata de um volume de 700 páginas, que acompanha o "visado" desde a infância até aos dias de hoje.