Idosa simulou assalto de obras de arte e joias para burlar seguradora

A falsa vítima, de 65 anos, tinha participado à PJ um assalto à sua casa em que lhe tinham levado vários objetos de valor. Afinal só queria burlar a companhia de seguros

A Polícia Judiciária de Leiria esclareceu factos que foram participados de forma fraudulenta e que ocorreram na passada sexta-feira, dia 11, na Batalha. Segundo a PJ, a falsa vítima e denunciante, uma idosa de 65 anos, tinha intenção de ludibriar as autoridades para conseguir burlar a companhia de seguros que contratou para o "recheio" da casa. A reformada queixou-se de ter sido vítima de um assalto à sua casa, por arrombamento, do qual teria resultado a subtração de artigos com valor consideravelmente elevado.

No desenvolvimento da investigação foi possível à PJ determinar que a versão apresentada pela queixosa era falsa, "integrando plano criminoso mais amplo que consistia na subsequente obtenção de enriquecimento ilegítimo através de burla a entidade seguradora", refere o comunicado.

A detida foi constituída arguida e sujeita apenas a termo de identidade e residência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG