Hospitais proibidos de passar cheques-cirurgia a partir do próximo ano

Medida tinha objetivo de combater listas de espera: Estado financiava cirurgias no privado

Os hospitais vão ficar inibidos de passar cheques-cirurgia para o setor convencionado, a partir do próximo ano, a menos que demonstrem a real necessidade deste recurso, anunciou hoje o ministro da Saúde.

Adalberto Campos Fernandes, que está a ser ouvido na Comissão Parlamentar da Saúde sobre a política geral do seu ministério, revelou que os hospitais vão ter de fazer prova da real necessidade de recorrer ao setor convencionado para dar resposta cirúrgica aos seus utentes.

O ministro referia-se aos cheques-cirurgia previstos no Sistema Integrado de Gestão de Inscritos para Cirurgia (SIGIC), criado em 2004 para combater as listas de espera.

"A partir de 01 de janeiro, os hospitais ficarão inibidos de passar cheques para o setor convencionado, a menos que façam disso prova", disse Adalberto Campos Fernandes.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG