Suspeito de balear companheira em Famalicão ouvido em tribunal

Ao contrário do que tinha sido avançado, o homem não se entregou voluntariamente e foi detido na sexta-feira

O homem que na sexta-feira terá baleado a companheira em Vermoim, Famalicão, está a ser ouvido em primeiro interrogatório judicial, para aplicação das respetivas medidas de coação, informou fonte da Polícia Judiciária (PJ).

A fonte da PJ acrescentou que, ao contrário do que tinha sido avançado por outra fonte policial, o homem não se entregou voluntariamente às autoridades.

"Não se entregou, foi a PJ que o deteve, no âmbito das diligências que efetuou", acrescentou.

A detenção ocorreu na noite de sexta-feira.

Os factos registaram-se pelas 07:30, alegadamente após uma discussão que terá começado no interior do apartamento do casal.

Já no espaço exterior do prédio, o homem, de 45 anos, terá efetuado dois disparos, atingindo a mulher num braço e provocando-lhe ferimentos ligeiros.

No local, a polícia encontrou e apreendeu uma arma, alegadamente deixada pelo agressor.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG