Homem que tentou afogar mulher no rio continua em fuga

Não há historial de violência doméstica relativamente às pessoas envolvidas no caso

O homem que terá tentado afogar a mulher no rio Águeda - e que foi "apanhado" em flagrante por alguém que passava e que registou a cena em vídeo - continua em fuga. A GNR já identificou o indivíduo, mas ainda não conseguiu localizá-lo, adiantou ao DN o Comando Territorial de Aveiro da GNR.

O caso foi revelado por um transeunte que passava nas margens do rio Rio Águeda e que terá sido alertado pelos gritos de pânico de uma mulher, na passada sexta-feira, cerca das 15:40. "Ao pedido de socorro de um alerta de uma voz de mulher, reparei que um homem tentava assassinar uma mulher por afogamento nas margens do rio Águeda", escreveu no Facebook, tendo também feito uma denúncia na GNR e entregado uma fotografia e o vídeo que registou.

O tenente Meireles, do Comando Territorial de Aveiro da GNR, confirma que o alegado agressor mora em Águeda mas ainda não foi localizado. A alegada vítima, por sua vez, continua numa casa de acolhimento.

A mesma fonte diz que a GNR não tem registo de historial de violência doméstica entre as pessoas envolvidas.

Está a decorrer uma operação para encontrar o alegado agressor, mas a GNR não revela detalhes da mesma.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG