Harmony of the Seas. O maior cruzeiro do mundo já está em testes

A nova coqueluche da Royal Caribbean International, que começa a operar em maio, fará rotas no Mediterrâneo e nas Caraíbas

Sete "bairros", 20 restaurantes, um bar onde os empregados são robôs, um parque aquático, jacuzzi suspensos, quase 2400 tripulantes. Com 362 metros de comprimento e 70 de altura - o equivalente a 16 andares -, o Harmony of the Seas é o maior navio cruzeiro do mundo. E já começou a navegar. O gigante, de 120 mil toneladas e capacidade para transportar cerca de seis mil passageiros, foi lançado ao mar na quinta-feira, no porto francês de Saint-Nazaire, para a primeira viagem de ensaio. Fará outra em abril, antes de ser entregue, em maio, ao armador norte-americano Royal Caribbean International. Para quem quiser embarcar na aventura, há cruzeiros de oito dias a partir dos 949 euros, com saída do porto de Barcelona.

Estavam quatro rebocadores de prevenção, caso o navio precisasse de ajuda para zarpar, mas não chegaram a ter de intervir. Com o mar calmo e sem vento, o comandante conseguiu fazer a manobra e sair do porto em menos de meia hora. Dentro do gigante estavam cerca de 500 pessoas, entre tripulação, funcionários do construtor naval, equipas de teste e fornecedores. E milhares de curiosos a assistir às primeiras manobras do mais recente navio da Royal Caribbean International, que custou aproximadamente 990 milhões de euros.

Em pé, o Harmony of the Seas é 50 metros mais alto do que a Torre Eiffel. E quase cem metros mais comprido do que o Titanic, que media 269 metros. É, por isso, apresentado pela companhia como o "maior navio do mundo", mas também aquele que oferece "as melhores características do mundo".
Além de toda a sua grandeza, o cruzeiro promete uma experiência inesquecível, desde a cozinha, com o cunho de alguns dos grandes nomes da gastronomia internacional, ao divertimento. Há musicais da Broadway, jacuzzi suspensos com vista para o oceano, um bar onde os empregados são robôs, patinagem profissional, lojas, cafés, spa, solário, um anfiteatro com uma piscina gigante onde atuam nadadores e acrobatas profissionais. E até paredes de escalada, simuladores de surf e um campo de basquetebol de tamanho real.

Já as crianças, cruzam-se a todo o momento com as personagens da Dreamworks, como o Shrek ou o Kung Fu Panda. E podem, inclusive, tomar o pequeno-almoço ao lado dos seus heróis favoritos. Mas a oferta vai muito além disso. Há uma sala de cinema 3D, experiências de marionetas com produtores reconhecidos internacionalmente, atividades para toda a família. Já no parque Splashaway Bay, podem divertir-se nos canhões de água, escorregas e em muitas outras atrações.

Os sete "bairros" do navio correspondem a diferentes zonas: piscina e desportos, entretenimento e espaço para jovens, Boardwalk, Royal Promenade, Spa Vitality at Sea e Ginásio e Central Park. Nesta última zona, aberta ao centro e com exuberantes jardins, há, por exemplo, um restaurante do chef Jamie Oliver, o Jamie"s Italian. Já no Boardwalk, conta a BBC, há restaurantes como o Johnny Rockets, com hambúrgueres e batatas fritas bem ao estilo americano.

A temporada inaugural começa em Barcelona, até chegar a Fort Lauderdale, em novembro, onde o Harmony of the Seas irá fazer cruzeiros nas Caraíbas. Na Logitravel já é possível fazer reservas. Para uma viagem pelo Mediterrâneo Ocidental, o camarote mais barato no mês de junho é no interior e custa 949 euros. No entanto, se a escolha for uma suite, o preço ascende aos 4727 euros.

O mais novo gigante da Royal Caribbean International é o terceiro da série Oasis, da qual fazem parte o Allure of the Seas e o Oasis of the Seas. Segundo a empresa, o Harmony of the Seas junta o melhor dos dois navios, superando-os. Herda os bairros temáticos do Oasis, por exemplo, mantendo do Allure as pulseiras que permitem fazer compras a bordo, entrar no camarote ou reservar um restaurante, bem como a internet mais rápida alguma vez disponibilizada no mar e o Bionic Bar.

O mais recente monstro da navegação, que demorou quase três anos a ser projetado, estará em testes até amanhã. A partir de maio será, oficialmente, o maior cruzeiro do mundo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG