Fogo dominado em Arcos de Valdevez. Habitantes de aldeia evacuada já regressaram

A aldeia de Vilarinho das Quartas foi evacuada cerca das 17:30

O incêndio florestal que teve início na segunda-feira de madrugada em Arcos de Valdevez, no distrito de Viana do Castelo, foi hoje à noite dado como dominado pela Proteção Civil.

Segundo informação atualizada às 23:00 na página da Autoridade Nacional da Proteção Civil na Internet, no terreno estavam 173 operacionais e 62 viaturas. As chamas, que tiveram já diferentes intensidades, deflagraram na freguesia de Cabana Maior, mas o fogo tomou proporções que motivaram a ativação do Plano Municipal de Emergência.

Os mais de 30 habitantes da aldeia de Vilarinho das Quartas, no Soajo, Arcos de Valdevez, na área do Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG), regressaram a casa cerca das 21:30, disse à Lusa a Proteção Civil Municipal.

De acordo com o vereador da Proteção Civil Municipal de Arcos de Valdevez, Olegário Gonçalves, "o perigo passou e os habitantes puderam regressar a casa em segurança".

A aldeia foi evacuada cerca das 17:30 devido ao incêndio que lavra naquele concelho desde segunda-feira. Os mais de 30 habitantes foram deslocados para o Centro Social do Soajo.

Em Ponte da Barca, concelho vizinho de Arcos de Valdevez, onde, cerca dias 17:30, esteve "iminente" a evacuação da aldeia Paradamonte, situada junto à antiga central hidroelétrica da EDP, na Serra Amarela, também área do PNPG, "a situação está mais calma".

O presidente da Câmara Municipal, Vassalo Abreu adiantou à Lusa que "a pronta intervenção dos bombeiros, no terreno, e dos meios aéreos evitaram o pior".

Segundo a informação disponibilizada na página na Internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), às 22:10, os incêndios mais preocupantes são no distrito de Viana do Castelo, no concelho de Caminha, mobilizando 119 operacionais e 35 meios terrestres, e em Arcos de Valdevez, com 173 operacionais apoiados por 62 viaturas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG