Hoje há greve. 143 comboios suprimidos até às 8:00

A CP e a Fertagus tinham alertado para perturbações na circulação devido à greve.

A CP suprimiu 143 das 252 ligações ferroviárias que tinha programadas até às 08:00 devido à greve dos trabalhadores da empresa e da Infraestruturas de Portugal (IP), disse à Lusa fonte oficial da empresa.

Os trabalhadores da CP - Comboios de Portugal cumprem hoje uma greve de 24 horas, em conjunto com os trabalhadores da Infraestruturas de Portugal (IP), com a CP e a Fertagus a preverem perturbações na circulação.

De acordo com o balanço feito pela CP - Comboios de Portugal à Lusa, cerca das 08:20, estavam programados 252 comboios e foram efetuados 109, dos quais quatro de longo curso, 35 regionais, 39 urbanos de Lisboa e 31 urbanos do Porto.

A mesma fonte disse que estão a ser cumpridos os serviços mínimos.

A adesão à greve dos trabalhadores da Infraestruturas de Portugal (IPM) entre as 00:00 e as 08:00 é superior a 80%, disse à Lusa José Manuel Oliveira, da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (FECTRANS).

Em declarações à Lusa cerca das 08:40, José Manuel Oliveira adiantou que a adesão dos trabalhadores da IP é superior a 80%, remetendo para mais tarde outros dados sobre a paralisação.

"Temos conhecimento que estão a ser cumpridos os serviços mínimos, exceto em situações pontuais na Linha de Sintra, mas ainda não sabemos qual a razão", indicou.

A CP informou que, devido a greve convocada por organizações representativas dos trabalhadores, preveem-se hoje perturbações na circulação de comboios a nível nacional.

Num comunicado divulgado na terça-feira, a CP adiantou que foram "definidos os serviços mínimos que se podem consultar" no site da empresa e que "aos clientes que já tenham bilhetes adquiridos para viajar em comboios dos serviços Alfa Pendular, Intercidades, Internacional, InterRegional e Regional, será permitido o reembolso, no valor total do bilhete adquirido, ou a sua revalidação gratuita para outro comboio da mesma categoria e na mesma classe".

"O reembolso ou revalidação podem ser feitos em myCP na área 'Os seus bilhetes' (para bilhetes adquiridos na bilheteira 'online' e App CP) até aos 30 minutos que antecedem a partida do comboio da estação de origem do cliente, bem como nas bilheteiras e, se reembolso, em cp.pt através do preenchimento do formulário 'online', com o envio da digitalização do original do bilhete e indicação de Nome, Morada postal, IBAN e NIF, até 10 dias após terminada a greve", indica a CP.

Também a Fertagus, que liga Lisboa e Setúbal por comboio, "prevê poder realizar 25% da sua oferta normal de dia útil" hoje, devido à greve na IP, entidade gestora da circulação ferroviária.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG