Há 27 casos de sarampo

Foram confirmados mais dois casos de sarampo em Portugal. Direção Geral de Saúde antecipa que surto não terá grande magnitude

São 27 os casos de sarampo confirmados em Portugal desde 1 de janeiro, sendo que existe ainda um outro caso em avaliação. A informação foi prestada hoje pela Direção-Geral de Saúde (DGS), entidade que antecipa um cenário futuro sem problemas graves. "A atividade epidémica de sarampo em Portugal não terá grande expressão em termos de magnitude", lê-se no boletim epidemiológico hoje divulgado. As autoridades de saúde acreditam que "a possibilidade da transmissão no Algarve está controlada" mas avançam que "não se pode excluir a possibilidade de surgirem novos casos na região de Lisboa e Vale do Tejo".

Dos 27 casos confirmados, uma grande parte (17) dos doentes tem mais de 18 anos. "A incidência de casos de sarampo em adultos (63%) reflete o perfil que decorre das elevadas taxas de vacinação na população escolar", é o comentário no boletim da DGS. Entre os que foram infetados, 17 não tinham sido vacinados e 12 são profissionais de saúde. Houve 13 infetados que tiveram de ser internados em unidades hospitalares, mas, segundo o boletim, já tiveram todos alta. Houve uma morte, a jovem de 17 anos de Sintra.

"Os 27 casos confirmados estão de acordo com a atividade epidémica inicialmente prevista no âmbito deste surto, tendo em conta a elevada cobertura vacinal na população residente", explica o boletim da DGS, que antecipa um futuro sem preocupações de maior em termos de magnitude do surto, apesar de admitir que possa surgir mais casos na região de Lisboa, onde de resto se registaram já 19 situações de sarampo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG