GNR detém homem com 430 mil euros que tentou subornar militares

De acordo com a GNR, no decorrer da fiscalização o suspeito ainda "tentou subornar os militares para que pudesse seguir viagem com o dinheiro"

A GNR anunciou esta sexta-feira ter detido um homem de nacionalidade chinesa, na fronteira do Caia, em Elvas (Portalegre), por alegado branqueamento de capitais e tentativa de suborno, tendo apreendido cerca de 430 mil euros em numerário.

Segundo um comunicado da GNR, a detenção do homem, de 47 anos, foi efetuada na quinta-feira, por militares do Destacamento Territorial de Elvas, durante uma ação de fiscalização.

"Os militares abordaram uma viatura a entrar em território nacional, tendo sido encontrado no seu interior, dissimulado numa mala de viagem, cerca de 430 mil euros divididos em maços de notas de 50 euros", que foram apreendidos, lê-se no comunicado do Comando Territorial de Portalegre da GNR.

No decorrer da fiscalização, segundo a guarda, o suspeito ainda "tentou subornar os militares para que pudesse seguir viagem com o dinheiro".

O detido foi constituído arguido e ficou sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência.

Desde o início deste ano, as autoridades portuguesas e espanholas já apreenderam na fronteira do Caia uma quantia superior a 1,3 milhões de euros em numerário, a pelo menos cinco pessoas de nacionalidade chinesa.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG