Fogo em Ourém obriga ao corte da Linha do Norte

Incêndio deflagrou durante a tarde, propagou-se rapidamente e acabou por atingir um aviário.

O incêndio que deflagrou esta sexta-feira à tarde em Ourém obrigou ao corte da circulação na Linha do Norte e atingiu um aviário, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém.

De acordo com a mesma fonte, a circulação de comboios na Linha do Norte está interrompida desde cerca das 18.30 devido a este fogo, que atingiu, entretanto, um aviário na localidade de Resouro, na freguesia de Espite.

Um vídeo partilhado nas redes sociais mostra quão próximas as chamas estiveram de comboios em circulação.

"O incêndio está ativo com muita intensidade. A velocidade de propagação é muito elevada, motivada por projeções a longa distância", explicou o CDOS de Santarém.

Acidente provoca três feridos ligeiros

Entretanto, um acidente entre um veículo dos bombeiros que combatia o incêndio que lavra no concelho de Ourém e um automóvel provocou três feridos ligeiros, disse à agência Lusa o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém.

De acordo com o CDOS, o acidente ocorreu, pelas 17:00, na freguesia de Espite, concelho de Ourém, e envolveu um veículo da corporação de Bombeiros de Constância e uma "viatura particular" que estaria a "observar o incêndio" que deflagrou ao início da tarde no município.

A mesma fonte adiantou que os três feridos ligeiros eram ocupantes da viatura particular e foram assistidos no Hospital de Leiria.

O incêndio estava a ser combatido às 19:50 por 409 operacionais, apoiados por 118 viaturas e oito meios aéreos.

Segundo adiantou a fonte do CDOS de Santarém, o fogo ameaça vários núcleos habitacionais, mas ainda não existe registo de que alguma habitação tenha ardido.

Segundo a página da Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), às 18:50 o incêndio mobilizava 329 operacionais, com o apoio de 95 veículos e seis meios aéreos.

O alerta para o fogo foi dado às 14.40, na localidade de Carvalhal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG