Autores da agressão a adolescente são filhos de embaixador do Iraque

Dois irmãos iraquianos, de 17 anos, foram hoje libertados depois de detidos pela PJ pela agressão brutal a um rapaz de 15 anos. Têm imunidade diplomática

Os dois alegados agressores de um rapaz de 15 anos em Ponte de Sor (Portalegre) foram hoje libertados depois de a Polícia Judiciária confirmar que têm passaporte diplomático e gozam de imunidade por serem filhos do embaixador do Iraque em Portugal.

O DN confirmou com fonte judicial que os dois jovens não poderão responder como arguidos num processo penal por gozarem da imunidade diplomática que é extensível a todos os membros da família do embaixador.

O rapaz agredido na quarta-feira numa rixa sofreu múltiplas fraturas e foi submetido a uma intervenção cirúrgica no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, para reconstrução da face. Sofreu ainda um traumatismo craniano e está em coma induzido nos Cuidados Intensivos.

O oficial de relações públicas do Comando Territorial de Portalegre da Guarda, José Moisés, relatou que as autoridades começaram por registar, durante a madrugada, um desentendimento entre a vítima e os supostos agressores junto a um bar daquela cidade alentejana.

Mais tarde, segundo o oficial, os dois rapazes terão agredido a vítima na Avenida da Liberdade, em pleno centro de Ponte de Sor.

O rapaz de 15 anos, que foi mais tarde encontrado inanimado por trabalhadores do município que recolhiam o lixo, foi assistido no centro de saúde de Ponte de Sor, mas teve de ser transportado de helicóptero para o Hospital de Santa Maria.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG