Europa lança satélite para procurar ondas gravitacionais teorizadas por Einstein

As ondas gravitacionais são ondulações no espaço e tempo previstas pela Teoria da Relatividade

A Europa lança na quarta-feira a partir da Guiana francesa um satélite destinado a preparar caminho a um futuro observatório espacial para detetar as famosas ondas gravitacionais teorizadas por Albert Einstein.

As ondas gravitacionais são ondulações no espaço e tempo previstas pela Teoria da Relatividade desenvolvida pelo físico Albert Einstein.

Atualmente, observatórios instalados em países como os Estados Unidos ou a Itália procuram encontrar evidência concreta da existência destas ondas gravitacionais que se propagam à velocidade da luz.

"Ter um observatório no espaço permitirá ver grandes deslocações de massa no universo, acontecimentos muito violentos como uma colisão de galáxias e a fusão de dois buracos negros", explicou, citado pela agência France Presse o físico francês Pierre Binétruy, da Universidade de Paris -- Diderot.

O físico adiantou que se espera alcançar uma "reconstrução histórica do Universo" e regressar a "eventos muito importantes" que se seguiram ao Big Bang - a teoria dominante do desenvolvimento inicial do universo.

Batizado como LISA, o observatório pode ver a luz do dia em 2030 se o satélite LISA Pathfinder (batedor ou desbravador) conseguir desempenhar o papel que se espera.

Exclusivos