Este foi o primeiro tweet de sempre em português

Já passaram dez anos desde o lançamento da plataforma de microblogging que se tornou um gigante das redes sociais

O Twitter faz dez anos. A plataforma que permite publicar pequenas atualizações de até 140 carateres conta hoje com 305 milhões de utilizadores ativos mensalmente e 500 milhões de tweets publicados todos os dias, mas começou pequena, a 21 de março de 2006. Para marcar a ocasião, a televisão britânica BBC foi ao fundo do baú para procurar os primeiros tweets em várias línguas.

O primeiro tweet em português não ficou de fora da lista. Foi Cris Dias, brasileiro de São Paulo, que se mostrou feliz (ou, adjetiva a BBC no vídeo da recolha, "surpreendido") com o funcionamento do Twitter.

Escrevia em julho de 2006, alguns meses após o começo da rede social.

Já o primeiro tweet de sempre pertence ao fundador do Twitter, Jack Dorsey, que escreveu tão simplesmente: "Just setting up my twttr", ou seja, "Estou só a montar o meu twttr", nome original do atualmente conhecido como Twitter.

A primeira vez que um tweet foi escrito em farsi, foi pela mão do utilizador Shaanin, investigador baseado na Alemanha que decidiu reproduzir um poema sobre os benefícios da brevidade, em novembro de 2006.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.