Estação de Arroios fechada. Só abre no fim da Web Summit

Empresa não esclarece a partir de que horas espaço reabre ao público

A estação de Arroios do Metropolitano de Lisboa encerrou hoje às 16:00 para permitir a circulação de comboios com seis carruagens, face ao aumento de passageiros com destino à Web Summit, informou a empresa. Agora só abre no fim da cimeira. Não se sabe é a que horas.

Num comunicado citado pela agência Lusa, o Metropolitano de Lisboa alertou que, "com base na análise dos movimentos detetados durante o primeiro dia do Web Summit e previsíveis para os restantes dias", para "garantir a segurança e maior capacidade de transporte de passageiros no âmbito do evento, a estação de Arroios ficará encerrada a partir das 17:00 do dia de hoje, permitindo assim a utilização de seis carruagens na linha verde". No site oficial, contudo, consta a informação de que o encerramento aconteceu às 16:00.

Na mesma nota, a empresa salientou que "a estação será reaberta logo que o Metropolitano de Lisboa considere que estejam reunidas as condições normais de procura, pós WEB Summit". No site diz apenas que "a estação Arroios fica encerrada até ao final do referido evento".

Contactada pelo DN, a empresa não especificou quando será isso, dizendo que a informação que havia a prestar estava no comunicado. A Web Summit acontece até quinta-feira, mas desconhece-se a que horas é que a estação de Arroios - a única que apenas permite a entrada e saída de passageiros em comboios de três carruagens - reabrirá.

Durante o período de encerramento da estação de Arroios, a Carris reforçará o seu serviço, prolongando a carreira 797 da Praça do Chile à Alameda, além das carreiras habituais.

O Metropolitano de Lisboa explica que "está a monitorizar as vendas dos títulos de transporte, nomeadamente do 'WEB summit pass', e as oscilações de procura que se vão registando nas várias linhas e horários, de forma [a] que se possam tomar as medidas adequadas em cada momento".

No domingo, o Metropolitano de Lisboa informara que a estação iria estar encerrada durante a noite de segunda-feira.

A circulação do trânsito e a chegada de Metro ao Parque das Nações esteve hoje congestionada devido à realização da cimeira tecnológica Web Summit, que se realiza na FIL -- Feira Internacional de Lisboa, disseram à Lusa várias fontes.

Uma fonte do Metropolitano de Lisboa disse hoje à agência Lusa que as dificuldades registadas, quer na circulação do Metro quer nas entradas e saídas das estações, prenderam-se com o afluxo de pessoas a este transporte devido à realização da Web Summit.

"Registámos, principalmente ao início da manhã, alguns constrangimentos e um número elevado de pessoas que tentavam entrar e sair das estações, em especial da [linha] vermelha, que dá acesso à Web Summit. Temos de perceber que estão a viajar de metro mais 50.000 pessoas do que o normal", adiantou a mesma fonte.

A Web Summit de Lisboa, que arrancou na segunda-feira, conta com mais de 53.000 participantes, de 166 países, incluindo 15.000 empresas, 7.000 presidentes executivos e 700 investidores até quinta-feira.

Entre os oradores, estarão os fundadores e presidentes executivos das maiores empresas de tecnologia, bem como importantes personalidades das áreas de desporto, moda e música.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG