Esfaqueou um homem e violou uma mulher grávida

Prisão preventiva para homem suspeito de violar mulher grávida em Vagos

Um homem de 37 anos detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeita de violar uma mulher grávida, em Vagos, e de esfaquear o companheiro daquela, vai aguardar o desenrolar do processo em prisão preventiva, disse hoje a sua advogada.

O arguido foi presente esta quarta-feira a primeiro interrogatório judicial, no Departamento de Investigação e Ação Penal de Aveiro, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais gravosa.

Segundo a advogada Joana Freitas Santos, o suspeito, que está indiciado por um crime de sequestro agravado e outro de violação, não prestou declarações perante a juíza.

Segundo a Judiciária, o detido já tem cadastro por crimes violentos contra as pessoas

De acordo com a Polícia Judiciária (PJ), o crime ocorreu na noite da passada quinta-feira, numa casa devoluta na praia da Vagueira, em Vagos, no distrito de Aveiro.

Fonte policial disse à Lusa que o detido terá agredido a mulher com um pau e esfaqueado o companheiro daquela.

De seguida, terá levado a mulher, que estava grávida de cinco meses, para um local próximo, onde "foi forçada a manter práticas sexuais".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG