Detido pela PJ personal trainer suspeito de traficar substâncias dopantes

PT é suspeito de importar e vender substâncias dopantes, utilizadas para aumento do rendimento desportivo e da massa muscular, proibidas de acordo com a lista de substâncias previstas na legislação antidopagem.

Um homem foi detido em flagrante delito pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeita de tráfico de substâncias dopantes e métodos proibidos, crime penalizado pela Lei antidopagem no desporto, informou esta segunda-feira esta polícia.

Segundo adianta a PJ em comunicado, o detido, personal trainer de profissão, é suspeito de importar e vender substâncias dopantes, utilizadas para aumento do rendimento desportivo e da massa muscular, proibidas de acordo com a lista de substâncias previstas na legislação antidopagem.

No âmbito da investigação e das buscas domiciliárias efetuadas foi apreendida "grande quantidade" de substâncias dopantes, designadamente cerca de 31.000 comprimidos e 7.000 injetáveis, além de considerável quantia em dinheiro (que a PJ não enumera), bem como uma viatura de gama alta.

A ação, denominada "Operação Test´Osterona", foi realizada pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ, desenvolveu-se na Região de Lisboa e teve o apoio das autoridades congéneres búlgaras.

Submetido a interrogatório das autoridades judiciárias, o arguido ficou sujeito a medida de coação não privativa de liberdade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG