Descobertos novos vestígios de um continente perdido no Índico

O microcontinente, chamado "Mauritia", começou a desintegrar-se há dezenas de milhões de anos, quando Madagáscar e a Índia começaram a afastar-se

Investigadores descobriam o que pensam ser vestígios de um continente perdido no Índico. A massa de terra, um microcontinente, que teria ligado Madagáscar e a Índia no supercontinente Gondwana, desapareceu há dezenas de milhões de anos, mas há vestígios debaixo da Ilha Maurícia.

Os cientistas da Universidade de Witwatersrand, na África do Sul, descobriram na Maurícia, uma ilha vulcânica que é relativamente jovem - tem apenas nove milhões de anos - minerais que são muito mais antigo, com três mil milhões de anos. E acreditam que estes são a prova de que a ilha está sobre partes da crosta de um antigo continente.

"Não há rochas com mais de nove milhões de anos na ilha. No entanto, ao estudar as rochas na ilha, descobrimos zircões que têm até três mil milhões de anos", explica Lewis Ashwal ao site Phys.org, sobre o artigo publicado na Nature Communications.

"O facto de termos descobertos zircões com esta idade prova que há materiais da crosta muito mais antigos debaixo da Maurícia que só podem ter vindo de um continente", avança o professor universitário

Esta não é a primeira vez que são descoberto zircões na ilha - em 2013 outro grupo de investigadores chegou à mesma conclusão, mas a descoberta foi encarada com algum ceticismo porque os minerais foram encontrados na praia, o que levou alguns a dizerem que podiam ter vindo de outro local.

Desta vez, os minerais foram encontrados em depósitos de lava antigos. A nova descoberta corrobora o estudo anterior, salienta Ashwal, e "refuta qualquer sugestão de transporte através do vento ou das ondas".

O microcontinente, chamado "Mauritia", começou a desintegrar-se há dezenas de milhões de anos, quando Madagáscar e a Índia começaram a afastar-se.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG