Tem 10 anos e pirateou o Instagram. E ganhou 10 mil dólares por isso

O Facebook tem uma política: recompensar qualquer pessoa que encontre e revele falhas graves nos seus sistemas informáticos

Um menino de 10 anos encontrou uma grande falha de segurança informática no Instagram e, como recompensa por ter pirateado a rede social de partilha de fotografias que pertence ao Facebook, recebeu 10 mil dólares (cerca de 8600 euros).

O finlandês chamado Jani, cujo apelido não foi revelado, ainda nem sequer tem idade para criar uma conta no Facebook - isso só a partir dos treze anos. No entanto, já foi capaz de entrar nos servidores do Instagram e apagar texto publicado por qualquer utilizador, de legendas de fotografias a comentários. Aos meios de comunicação finlandeses, citados pela revista Forbes, Jani exemplificou que, "se quisesse", podia apagar até os comentários "de Justin Bieber".

Após enviar um email ao Instagram a relatar aquilo que conseguia fazer, Jani comprovou que era possível apagando um comentário numa conta de teste criada pela empresa. Em março deste ano, a falha de segurança descoberta pelo jovem foi resolvida, e este ainda recebeu a recompensa de 10 mil euros por tê-la descoberto.

Jani e o seu irmão gémeo têm vindo a desenvolver as suas capacidades técnicas através de jogos que ensinam a aprender código informático, segundo o pai das duas crianças, citado pelo Mashable. Os dois já tinham descoberto outras falhas de segurança noutros sites, mas foi a primeira vez que o trabalho lhes valeu uma recompensa monetária.

Segundo o seu relatório mais recente sobre o assunto, o Facebook tem um programa de recompensas que encoraja as pessoas a tentarem encontrar falhas de segurança nos seus sistemas. Em 2015, recebeu mais de 13 mil submissões de pessoas que diziam ter descoberto problemas, 526 das quais eram válidas. Atribuiu recompensas a 210 pessoas, no valor total de cerca de 936 mil dólares (cerca de 811 mil euros).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG