Número de hospitalizações continua a subir

Portugal registou mais 8 mortes e 2625 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, num momento em que o número de doentes internados continua a progredir.

Foram registadas mais 8 mortes por covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), elevando para 17292 óbitos desde o início da pandemia.

O número de internados sobe. São agora mais 44 do que no dia anterior, totalizando 879. Destes, 193 estão em unidades de cuidados intensivos, mais 12 do que na véspera.

O relatório diário deste domingo (25 de julho) refere também que foram registados mais 2625 novos casos de infeção por SARS-CoV-2, totalizando agora 54197 casos ativos.

O boletim da DGS aponta também que há mais 1202 recuperados da doença, num total de 881570 e um decréscimo de pessoas em vigilância, menos 2577, num total de 80147.

Se em relação aos óbitos Lisboa e Vale do Tejo contabilizou 4, o dobro do Norte, já no número de novas transmissões o número foi quase semelhante (1042 e 1019).

Portugal é o país mais letal da UE

Com 20 mortos por covid-19 registados de sexta para sábado (ontem), segundo o boletim mais recente da DGS, Portugal voltou a valores que se registavam em março passado (21 mortos no dia 18 desse mês).

A progressão recente da mortalidade revela que, neste momento, segundo a base de dados Our World In Data, Portugal é, per capita, no que toca a novas mortes diárias, o país mais letal da União Europeia. E a longa distância do segundo classificado nessa tabela, a Grécia.

Enquanto em Portugal morreram 1,57 pessoas por milhão de habitantes na sexta-feira, na Grécia esse valor ficou-se em 0,67. No "top 10" dessa tabela, seguem-se Espanha (0,58), Bulgária (0,58), França (0,43), Lituânia (0,37), Itália (0,28), Países Baixos (0,17), Alemanha (0,11) e Polónia (também 0,11). O valor médio da UE é 0,27 - o que significa que o valor português é quase seis vezes maior.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG