Portugal é o país com mais novas mortes diárias de toda a União Europeia

A mortalidade diária atual em Portugal é atualmente quase seis vezes superior ao valor médio que se regista na União Europeia.

Com 20 mortos por covid registados de sexta para sábado (ontem), segundo o boletim mais recente da DGS, Portugal voltou a valores que se registavam em março passado (21 mortos no dia 18 desse mês).

A progressão recente da mortalidade revela que, neste momento, segundo a base de dados Our World In Data, Portugal é, per capita, no que toca a novas mortes diárias, o país mais letal da União Europeia. E a longa distância do segundo classificado nessa tabela, a Grécia.

Enquanto em Portugal morreram 1,57 pessoas por milhão de habitantes na sexta-feira, na Grécia esse valor ficou-se em 0,67. No "top 10" dessa tabela, seguem-se Espanha (0,58), Bulgária (0,58), França (0,43), Lituânia (0,37), Itália (0,28), Países Baixos (0,17), Alemanha (0,11) e Polónia (também 0,11). O valor médio da UE é 0,27 - o que significa que o valor português é quase seis vezes maior.

No que toca ao valor, per capita, de novos infetados diários, a posição portuguesa relativamente aos países da UE é melhor do que nos valores da mortalidade.

A Espanha é quem lidera , como 666,69 infetados por milhão de habitantes, seguido de Malta (389,55), País Baixos (380,8) e só depois Portugal (372,08). No "top dez" seguem-se França (287,27), Irlanda (280,69), Grécia (273,62), Luxemburgo (164,54), Dinamarca (122,23) e Lituânia (90). O valor médio da UE na sexta-feira foi de 170,07 - ou seja, mais uma vez Portugal está acima da média.

Já na vacinação, a situação é diferente. Portugal está em 6º lugar na na tabela dos países da UE com maior percentagem de população com a vacinação completa (49,9%). A tabela é liderada por Malta (82,64%), seguindo-se a Hungria (55,46%), Espanha (54,32%), Irlanda (51,26%) e a Bélgica (51,18%). Os restantes quatro, entre os dez mais vacinados, são a Dinamarca (49,59%), Chipre (49,13%), Países Baixos (48,43%) e a Alemanha (48,18%). O país menos vacinado da UE é a Bulgária (12,895).

Os 20 óbitos registados nas últimas 24 horas ocorreram maioritariamente nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo (10) e do Norte (7), tendo ainda no Centro, Alentejo e Algarve se verificado uma morte em cada uma destas zonas.

O boletim da DGS revelou também 3396 novos infetados em 24 horas. Os internamentos, porém, estão a diminuir (menos 20 pessoas, em relação à véspera, num total de 835), sendo o terceiro dia consecutivo em que se regista uma diminuição nas hospitalizações. O número de internados em unidades cuidados intensivos aumentou (181, mais três do que sexta-feira).

joao.p.henriques@dn.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG