Chegam cada vez mais denúncias de violência doméstica ao Facebook da GNR

Já houve intervenções a tempo de salvar vidas por alertas publicados na rede social, numa média de 10 por mês no final do ano. APAV acredita que as cifras negras deste crime vão baixar por causa dos médicos

São cada vez mais os casos de violência doméstica que são denunciados através de mensagens na página facebook da GNR. Segundo o porta-voz do comando geral da Guarda, major Marco Cruz, "no final do ano chegou-se a uma média de 10 denúncias por mês deste crime no facebook, quando no início desta iniciativa, em fevereiro, recebíamos apenas dois ou três alertas".

Em 2015, ano de estreia desta nova porta de entrada para queixas e alertas à GNR, registaram-se 45 denúncias por violência doméstica no Facebook.

Houve casos em que a Guarda interveio diretamente depois de receber estes alertas na rede social. Conta o major Marco Cruz que uma mulher residente em Leiria foi salva de um provável desfecho trágico porque "um amigo viu um post seu no facebook e partilhou-o na página da GNR". O alerta fez com que a Guarda fosse ao local averiguar o que se passava e constatar que era um caso de agressões reiteradas há algum tempo. "A vítima recebeu apoio e o agressor teve uma medida de afastamento. Foi uma intervenção a tempo, graças ao alerta no facebook . Hoje, esta mulher podia não estar viva", sublinhou o porta-voz do comando geral da GNR.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG