Chamas estão a ceder ao combate em Castro Daire e há reativação "violenta" em Cabeceiras de Basto

Em Castro Daire o combate às chamas está a evoluir, já em Cabeceiras de Basto um incêndio que foi dado como extinto segunda-feira reativou com muita intensidade

Um incêndio que arde desde às 15:35 de hoje no concelho de Castro Daire estava ao final da tarde a evoluir favoravelmente, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Viseu.

"Tem duas frentes ativas, mas que estão a ceder ao combate", explicou a mesma fonte, acrescentando que as chamas estão a consumir mato e pinhal, numa zona onde não há habitações.

O fogo teve início às 15:35 na localidade de Canado, na freguesia de Mões.

De acordo com a página da Internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil, as chamas estão a ser combatidas por 175 operacionais, apoiados por cinco meios aéreos e 53 meios terrestres.

Outro incêndio que começou às 06:50 de segunda-feira em Cabeceiras de Basto e foi dado como extinto cerca das 21:00 teve uma reativação "violenta" às 14:00 de hoje devido ao "vento, declive e combustível", explicou o comandante dos bombeiros.

Em declarações, o Comandante Duarte Ribeirinho explicou que o fogo, na freguesia de Cavez, em área de mato, tem agora uma frente ativa e que lavra com "bastante intensidade" numa zona de "muito" difícil acesso.

"Ontem [Segunda-feira, às 21:00] foi dado como extinto e estava em vigilância, hoje ao início da tarde, devido ao vento, ao declive e ao combustível, que é muito, reativou. Está numa zona bastante íngreme, o que dificulta muito o acesso", contextualizou o operacional.

No terreno, no combate às chamas estão 125 operacionais, 41 meios terrestres apoiados por dois meios aéreos pesados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG