Centro Hospitalar do Médio Tejo alerta para peditório falso para pediatria

O Centro Hospitalar avisa que se trata de um ato de burla, apelando aos cidadãos da região do Médio Tejo que sejam confrontados com a situação para que "contactem as autoridades policiais"

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) alertou para a ocorrência de um falso peditório para a ala de pediatria, rejeitando a promoção desta iniciativa.

"O Centro Hospitalar do Médio Tejo não tem, como não pode ter, nenhuma campanha de angariação de fundos a decorrer para nenhum dos seus serviços, pediatria incluído", pode ler-se num comunicado do centro, composto pelas unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas.

Contactada pela Lusa, fonte da administração disse que os serviços foram "alertados por cidadãos que dizem ter sido contactados via telefone e correio por alguém que diz estar a angariar fundos para a pediatria do CHMT, pedindo uma quantia mínima de 50 euros".

Os casos tiverem maior incidência na cidade de Torres Novas.

O comunicado do CHMT refere que este "pode ser um ato de burla", apelando aos cidadãos da região do Médio Tejo que sejam confrontados com a situação para que "contactem as autoridades policiais".

Constituído pelas unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas, o CHMT abrange uma população na ordem dos 260 mil habitantes de 11 concelhos do Médio Tejo, no distrito de Santarém, Vila de Rei, de Castelo Branco, e ainda dos municípios de Gavião e Ponte de Sor, ambos de Portalegre.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG