Cascais vai acolher primeira escola de Pós-Graduação na área da saúde em Portugal

Nesta escola, os profissionais de saúde terão a oportunidade de atualizar os seus conhecimentos ao longo da vida, combinando simulação e treino prático em cadáveres.

A Câmara de Cascais vai lançar na tarde desta quarta-feira a primeira pedra para a construção da escola de pós-graduação na área da saúde, situada em Carcavelos, no terreno e parte do antigo Hospital Ortopédico Dr. José de Almeida.

Nesta escola os profissionais de saúde terão a oportunidade de atualizar os seus conhecimentos ao longo da vida, combinando simulação e treino prático em cadáveres.

Esta obra enquadra-se no projeto de criação da Baía do Conhecimento, que concentrará a Nova School of Business and Economics (NOVA SBE), a Nova Medical School, a Advanced Health Education (AHED), a Escola Superior de Alcoitão (ESSA), a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE) e a NOVA School of Law.

A AHED oferece perto de 50 cursos de forte teor prático nas mais variadas áreas, com recurso a novas técnicas e tecnologias e conta com profissionais reconhecidos internacionalmente, tanto portugueses como internacionais.

O Ministro da Saúde, Manuel Pizarro, e a Ministra da Ciência, Tecnologias e Ensino Superior, Elvira Fortunato, estarão presentes no lançamento da primeira pedra.

O local que vai acolher este Campus de Saúde é o terreno e parte do antigo Hospital Ortopédico Dr. José de Almeida, entretanto desativado e comprado ao Estado pela Câmara Municipal de Cascais.

Em julho de 2015, a Câmara de Cascais formalizou a compra do Quartel da Parede e do Hospital Ortopédico José de Almeida, na mesma localidade, por 6,5 milhões de euros.

A compra dos dois equipamentos surgiu na sequência dos contratos de descentralização na área da Saúde, assinados entre a Câmara de Cascais e o Governo.

O Hospital Ortopédico José de Almeida ficou na posse da câmara, numa compra de 4,8 milhões de euros, indicou na altura o presidente Carlos Carreiras.

O pagamento do investimento nos dois equipamentos será feito a 20 anos, sem juros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG