Carta recuperada do corpo de vítima do Titanic vendida por valor recorde

Carta escrita por Alexander Oskar Holverson, que viajava no Titanic em primeira classe, foi vendida por 166 mil dólares, cerca de 140 mil euros

Uma carta escrita por um passageiro do Titanic na véspera do naufrágio do navio, durante a viagem inaugural, foi vendida em leilão por um valor recorde: cerca de 140 mil euros.

A missiva, manuscrita no estacionário do Titanic, era da autoria de Alexander Oskar Holverson, um empresário que viajava em primeira classe. Holverson escreveu à mãe no dia 13 de abril de 1912.

"Representa uma das últimas cartas conhecidas que sobreviveram ao naufrágio e a última carta que se sabe ter sido escrita a bordo por uma vítima", revelou o leiloeiro, Andrew Aldridge. "Como foi recuperada do corpo de Holverson, ele tinha obviamente esperança de enviá-la para a mãe a partir de Nova Iorque".

"Como ela a recebeu depois de o navio se afundar, esta pode muito bem ser a última carta escrita a bordo por uma vítima e entregue ao destinatário sem data de envio", acrescentou Aldridge.

Na carta, o empresário dá detalhes sobre o decorrer da viagem e fala sobre a comida a bordo, a música e os passageiros da primeira classe. "Este barco é gigante no tamanho e decorado como um hotel presidencial". E termina: "se tudo correr bem, chego a Nova Iorque na manhã de quarta-feira".

A mulher de Alexander Holverson sobreviveu ao naufrágio do Titanic. A carta foi encontrada num livro de bolso entre os pertences no corpo do empresário.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG