Buscas por dois pescadores desaparecidos nos Açores continuam

O alerta do desaparecimento dos dois pescadores foi dado por um terceiro tripulante, resgatado com vida pela embarcação de pesca Santo Onofre.

As buscas por dois pescadores desaparecidos no sábado nos Açores, depois de o barco onde seguiam ter encalhado junto à ilha de Santa Maria, prosseguem, disse à Lusa fonte da Marinha Portuguesa.

As buscas, através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada), estão a ser realizadas ininterruptamente desde as 18:45 de sábado, disse o porta-voz da Marinha, comandante José Sousa Luís.

"Durante a noite tivemos menos meios, mas as buscas continuaram. A embarcação foi, entretanto, rebocada e será alvo de fiscalização pela Polícia Marítima", referiu.

De acordo com a Marinha, a embarcação de pesca "Alexandre", que encalhou perto da baía da Praia Formosa, nos Açores, foi rebocada para o porto de Vila do Porto, onde ficará à guarda da Polícia Marítima até à chegada dos mergulhadores forenses.

A Marinha adiantou também que o alerta foi recebido pelas 18:45 no Centro de Coordenação e Buscas de Ponta Delgada, que está a coordenar as buscas desde então.

O alerta do desaparecimento dos dois pescadores foi dado por um terceiro tripulante, resgatado com vida pela embarcação de pesca Santo Onofre, cerca das 18:00, que foi recolhido mais tarde pela Polícia Marítima para a Vila do Porto, "encontrando-se bem de saúde".

Segundo o sobrevivente, os dois pescadores deixaram de ser vistos às 14:00.

As buscas, pelos dois pescadores, prosseguem, sob a coordenação do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada, mantendo-se na área em permanência o navio da Marinha, NRP Setúbal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG