Mau tempo impede remoção de baleia

Baleia deu à costa na praia da Parede. O animal tem cerca de dez metros de comprimento

Segundo a Política Marítima no local, está a ser estudado com a Proteção Civil a melhor forma de retirar o corpo da baleia, que durante a noite mudou de local. Com a maré cheia às 15h as autoridades têm esperança que o corpo volte a mudar de local para facilitar a remoção. Está a discutir-se a possibilidade do uso de gruas mas a forte agitação marítima e ventos fortes vão agravar-se, pelo que não há ainda solução para a remoção da carcaça.

A baleia morta deu à costa na tarde de sábado na praia da Parede, em Cascais. Fonte da Polícia Marítima de Cascais explica que foram alertados para a situação a meio da tarde quando o corpo do animal "andava à deriva junto à linha de costa".

Pela descrição dada pela polícia marítima ao Instituto da Conservação da Natureza deu para concluir que se trata de uma baleia-comum, ainda juvenil, com oito a dez metros de comprimento.

O acontecimento chamou muitas pessoas à praia, durante a tarde, para ver a baleia, e muitos partilharam imagens nas redes sociais.

* Vídeo no início do artigo de Luís Vilardebó

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG