Avião da Air Transat regressa ao Porto devido a "problemas técnicos"

Avião saíra do aeroporto Sá Carneiro com destino a Toronto, no Canadá, mas regressou ao Porto menos de uma hora depois da aterragem

Um avião da companhia aérea Air Transat foi hoje obrigado a regressar ao aeroporto Sá Carneiro, no Porto, devido a "problemas técnicos", tendo os 306 passageiros desembarcado sem problemas, disse fonte da ANA.

De acordo com fonte oficial da ANA (Aeroportos de Portugal), um avião A330 da Air Transat partiu do Porto com destino a Toronto, Canadá, pelas 13:14, mas devido a "problemas técnicos" teve de regressar ao aeroporto, onde aterrou "sem qualquer problema", pelas 14:05.

"Tratou-se de uma aterragem não planeada", explicou a fonte.

Segundo a mesma fonte, o funcionamento do aeroporto decorre normalmente, registando apenas "alguns atrasos, sem problemas de maior".

O voo com destino a Toronto transportava 306 passageiros e seis tripulantes.

Segundo a página oficial da Proteção Civil, foram acionados para o terreno 29 operacionais, apoiados por dez viaturas.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.