Autópsia a bebé de Caxias revelou morte por afogamento

A criança de 19 meses morreu por "asfixia por afogamento", revelou o relatório da autópsia, apurou o DN. O corpo apresentava equimoses e escoriações

A bebé de 19 meses que terá sido arrastada pela mãe para o mar juntamente com a irmã de quatro anos (cujo corpo ainda não apareceu), numa praia na zona de Caxias (Oeiras), morreu por "asfixia por afogamento", confirmou o DN com fonte judicial.

O relatório da autópsia mostrou também equimoses e escoriações no corpo da bebé, demonstrativas de arrastamento do corpo e embate nas rochas. O corpo da criança foi encontrado numa zona de rebentação, menos de uma hora depois do alerta.

O DN contactou ainda o assessor do Instituto Nacional de Medicina Legal, em Coimbra, que adiantou que o INML não revela relatórios de autópsias em processos judiciais. O Instituto adiantou apenas que "a autópsia foi concluída ao final da manhã. O corpo continuava por reclamar até às 14.30 de hoje".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG