As palavras do autarca de Odivelas que estão a revoltar os médicos

Hugo Martins (PS) afirmou-se contra o aumento da valorização da carreira médica. Ordem dos Médicos repudiou as declarações do presidente da Câmara de Odivelas.

"Estou a ser filmado, não há problema nenhum", reconheceu o presidente da Câmara de Odivelas numa iniciativa em que se manifestou contra o aumento da valorização da carreira médica. As declarações de Hugo Martins (PS) estão a criar mal estar entre a comunidade médica e política.

O deputado Ricardo Batista Leite (PSD), que é médico, partilhou nas redes sociais o vídeo em que o autarca de Odivelas expressa estas posições. Diz-se contra o aumento da valorização da carreira médica "No dia em que na administração pública a valorizarmos, vem o privado e dobra o valor", justifica Hugo Martins, acrecentando que o problema continua na mesma, não se resolve por aí".

O presidente da autarquia sugere ainda que pode haver desemprego em vários setores de atividade, como juristas, professores, arqueólogos ou artistas, "mas nos médicos não podemos ter".

Batista Leite reage: "Já lá vai o tempo em que chamavam os médicos de heróis. Vem agora o presidente da Câmara Municipal de Odivelas (PS) dizer que NÃO se deve valorizar a carreira médica e que a solução para a falta de profissionais do SNS passa por se incentivar o desemprego médico. O que é isto?!".

Ordem repudia declarações de autarca

A Ordem dos Médicos repudiou esta quinta-feira as declarações do presidente da Câmara de Odivelas, que na reunião de câmara de quarta-feira se manifestou contra o aumento da valorização da carreira médica". Numa nota hoje distribuída, a Ordem dos Médicos considera as declarações do autarca "lamentáveis e insultuosas para com estes profissionais de saúde".

"Se Hugo Martins disse que a Ordem dos Médicos defende a qualidade da medicina e defende todos os doentes, estaria certo. Se Hugo Martins disse que os médicos são a profissão com maior responsabilidade técnica, social e ética, porque salvam vidas, estaria certo. Se Hugo Martins disse que a Ordem dos Médicos nunca permitirá que a qualidade da formação dos médicos seja posta em causa por políticos que nunca viram um doente na vida, nem fazem ideia do que isso é e do que tal acarreta, também estaria certo", escreve a Ordem.

O bastonário, citado no comunicado, afirma que "a falta de respeito pelos médicos e a postura de Hugo Martins é inqualificável e merece repúdio total dos médicos portugueses".

Miguel Guimarães considera ainda "inacreditável" que "pessoas com cargos públicos demonstrem tamanha falta de conhecimento sobre os temas que abordam, mostrando 'arrogância' e provando que muitos dos problemas do país são provocados pela falta de qualidade de quem gere bens públicos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG