Ana Jacinto: "Gostaria de ser sempre melhor do que eu mesma. Alguém que todos queiram recordar"

As respostas da secretária-geral da AHRESP ao Inquérito de Proust

A sua virtude preferida?
Honestidade, confiança, gratidão e responsabilidade.

A qualidade que mais aprecia num homem?
A gentileza e a generosidade, o sentido de humor, a sinceridade e a humildade.

A qualidade que mais aprecia numa mulher?
A independência, a força e a resiliência.

O que aprecia mais nos seus amigos?
A lealdade.

O seu principal defeito?
A teimosia.

A sua ocupação preferida?
Trabalhar.

Qual é a sua ideia de "felicidade perfeita"?
Se existe "felicidade perfeita" eu não sei, mas como alguém já o disse, fazer o bem é a única felicidade verdadeira.

Um desgosto?
A hipocrisia do mundo.

O que é que gostaria de ser?
Gostaria de ser sempre melhor do que eu mesma. Alguém que todos queiram recordar.

Em que país gostaria de viver?
Gosto de viver no meu país.

A cor preferida?
O azul... do Futebol Clube do Porto.

A flor de que gosta?
A orquídea.

O pássaro que prefere?
Todos, porque sabem voar!

O autor preferido em prosa?
Eça de Queiroz, José Luís Peixoto, Gabriel García Márquez, Agatha Christie, J.K. Rowling.

Poetas preferidos?
Sophia de Mello Breyner Andresen, Shakespeare, Alberto Caeiro (uma das "pessoas" de Pessoa).

O seu herói da ficção?
Catwoman.

Heroínas favoritas na ficção?
Hermione Granger (personagem de Harry Potter).

Os heróis da vida real?
Todos os anónimos que fazem o bem.

As heroínas históricas?
Regina Quintanilha - foi a primeira mulher licenciada em Direito e advogada em Portugal, bem como a primeira procuradora judicial, a primeira notária e a primeira conservadora do Registo Predial.

Os pintores preferidos?
Salvador Dalí, Picasso.

Compositores preferidos?
Contemporâneos e entre muitos outros: Carolina Deslandes, Tiago Bettencourt, Pablo Alborán, Caetano Veloso, Tito Paris.

Os seus nomes preferidos?
Bernardo.

O que detesta acima de tudo?
A falsidade, a falta de gratidão, de honestidade e de lealdade.

A personagem histórica que mais despreza?
Todas as personagens que viveram a fazer os outros infelizes.

O feito militar que mais admira?
Os desembarques na Normandia (D-Day).

O dom da natureza que gostaria de ter?
O dom de voar.

Como gostaria de morrer?
Em paz...

Estado de espírito atual?
Preocupada.

Os erros que lhe inspiram maior indulgência?
Os erros de quem não percebe que erra.

A sua divisa?
Aprender e ser melhor todos os dias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG