Número de residentes vindos dos EUA aumentou 45%

Segurança, o baixo custo de vida, saúde, clima, incentivos fiscais e a renda são algumas das razões da escolha dos norte-americanos por Portugal.

DN
© Leonardo Negrão/Global Imagens

O número de residentes dos EUA em Portugal aumentou 45% no ano passado para 6.921 e quase triplicou na última década. Segundo um artigo do The Wall Street Journal (WSJ) entre as razões estão: a segurança, o baixo custo de vida, saúde, clima, incentivos fiscais e porque o visto de residência em Portugal exige menos renda do que muitos outros países da Europa.

"Os americanos têm vindo muito para Portugal nos últimos três anos", disse Louise Hudson ao WSJ, co-autora do livro A Worldwide Guide to Retirement Destinations. Depois de escrever o livro, Luise e o seu marido, anteriormente radicado na Carolina do Sul, decidiram vir para Portugal.

Segundo o The Wall Street Journal, muitos dos residentes vindos dos Estados Unidos compram seguros de saúde privados para melhor acesso a médicos.

Já o programa Residentes Não Habituais incentiva pessoas de países estrangeiros a virem para Portugal, através da solicitação de alíquotas e isenções tributárias baixas por um período de 10 anos.

O jornal norte-americano nota também que os preços aos consumidores são 40% mais baixos do que nos Estados Unidos