Exclusivo O veterinário que salva animais de países em guerra

Quando começa uma guerra quase ninguém se lembra dos animais, mas o veterinário de origem egípcia Amir Khalil não os esquece. Até já conseguiu parar uma guerra durante dois dias para salvar um tigre e um urso. E cantar para o elefante mais solitário do mundo.

O fascínio pelos animais começou na infância por causa da série americana Daktari. Baseada na história de Toni Harthoorn e da mulher que criaram um refúgio para animais no Quénia, a série conta a história do Dr. Tracy, um veterinário que vive na selva africana e ajuda animais domésticos e selvagens. "Nunca pensei ser um veterinário assim, viajar pelo mundo e tratar animais selvagens. Era um sonho e aconteceu passados muitos anos", conta Amir Khalil.

Terminado o curso de Medicina Veterinária no Egito, Amir decide emigrar para a Áustria com o objetivo de complementar os estudos com enfoque na área dos animais selvagens. Corria o ano de 1994 e o jovem veterinário decide tornar-se voluntário numa pequena (na altura) organização não governamental, a Four Paws. Ao serviço desta ONG viajou para a Roménia a fim de cumprir a primeira missão: esterilizar cães e gatos. Durante quatro anos trabalhou de graça para a Four Paws até que, em 1997, regressa a Viena para partir com destino à Bulgária, agora sim para trabalhar com animais selvagens.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG