Aluna de Braga encontra lagarta na comida da cantina

Refeições na Escola Básica André Soares, em Braga, são servidas por empresa privada. Aluna diz que já comeu "comida crua"

Uma aluna da Escola Básica André Soares, em Braga, encontrou aquilo que parece uma lagarta num prato de comida servido na cantina do estabelecimento de ensino. O vídeo foi filmado na cantina mencionada na publicação de Facebook em que a aluna divulga as imagens, confirmou ao DN fonte da escola.

"Só quero deixar aqui uma das coisas que se encontra na cantina da escola André Soares em Braga, só gostava que isto chegasse a imensas pessoas para verem o que 'nós' comemos na cantina da escola", lê-se na publicação.

O vídeo tem já vários comentários em que os utilizadores discutem a situação e a jovem que publica o vídeo defende que o mesmo é verdadeiro e que os alunos apenas "querem comer em condições" e que até já comeu "comida crua".

Num esclarecimento dirigido à Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola André Soares, publicado na página de Facebook daquela associação, a diretora da escola, Maria da Graça Moura, explicou que a falta de funcionários no serviço de refeições já foi denunciada e considerou que a empresa contratada pelo Ministério da Educação para servir as refeições escolares, a UNISELF, "deve rever os seus procedimentos".

"A situação da alface mal lavada é o reflexo da falta de funcionários que a empresa tem ao serviço do refeitório. Foi feita a devida chamada de atenção, o cuidado que se deve ter com a higiene dos alimentos", aponta a diretora da escola no referido esclarecimento.

Segundo Maria da Graça Moura, "a empresa responsável, UNISELF, contratada pelo Ministério da Educação, deve rever os seus procedimentos no que respeita ao serviço de refeições, principalmente, deve colocar ao serviço o número de funcionários contratualizado, o que não acontece a maior parte dos dias".

A direção da André Soares garante que irá continuar a "denunciar" a falta de funcionários que a empresa coloca na escola à hora das refeições.

"Esperamos que nunca mais se repita esta situação. É uma situação que nos entristece, pois é o nome André Soares que está em causa", refere a responsável.

O vídeo surge num momento em que são várias as críticas à comida servida aos alunos em todo o país, e existe também uma discussão em torno das concessões das cantinas a empresas privadas.

"Há escolas onde é possível contar os grãos de arroz que estão no prato. Na semana passada uma mãe contou que houve uma refeição apenas de arroz com feijão", afirmou o presidente da Federação Regional de Lisboa das Associações de Pais, Isidoro Roque, em outubro.

Uma lagarta viva foi detetada numa refeição servida na cantina da escola André Soares, em Braga, algo que a direção escolar classificou a situação como "reflexo" da "falta de funcionários" na empresa que ali serve refeições.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG