A lotaria que dá entrada direta para a lista dos mais ricos do mundo

O jackpot da americana Powerball bateu neste fim de semana o recorde mundial de 1,2 mil milhões de euros, a sortear na quarta-feira

São 1,2 mil milhões de euros. Mais coisa, menos coisa, o valor inicial de que o Novo Banco precisava para se recapitalizar, ou o suficiente para comprar todos os jogadores que foram para o campeonato inglês de futebol neste ano, e ainda dinheiro que bastaria para o Estado português cobrir a descida da mal-amada sobretaxa do IRS e a reposição de salários na função pública. Afinal de contas estamos a falar de um recorde mundial absoluto num prémio de uma lotaria nacional: na próxima quarta-feira, quem ganhar o jackpot da famosa lotaria americana Powerball entra diretamente para a lista dos 1400 mais ricos do planeta.

O jackpot da lotaria já tinha aumentado na semana passada, chegando quase aos 870 milhões de euros (950 milhões de dólares), um recorde mundial, o que provocou uma grande adesão aos pontos de venda com grandes filas de jogadores a fazerem apostas.

Algumas horas depois do sorteio de sábado, que teve lugar na Florida, pouco antes das 23.00 locais (04.00 de domingo em Lisboa), os organizadores anunciaram não ter havido vencedor. "Não houve nenhum vencedor do jackpot da Powerball nesta noite. Estamos oficialmente em busca de um bilionário [1,3 mil milhões de dólares]", anunciou ontem no Twitter fonte da organização da lotaria americana.

O próximo sorteio está agendado já para quarta-feira, dia 13, anunciaram os organizadores. E, se houver apenas um vencedor, ele entrará diretamente para a restrita lista da revista Forbes, que elenca os mais ricos do mundo, na posição 1400, entre o milionário Zhu Yicai, do setor agroalimentar chinês, e o empresário espanhol Alberto Alcocer.

Mas quem nesta altura estiver a pensar como fazer para se candidatar a ficar na história como o mais afortunado de sempre no que toca a lotarias pode desenganar-se. A menos que viva nos Estados Unidos da América ou conheça lá alguém que lhe preencha um boletim de jogo. É que os bilhetes da Powerball, que é sorteada duas vezes por semana, são apenas vendidos em 44 estados dos EUA, Porto Rico e Ilhas Virgens.

30 anos a receber milhões

As probabilidades de ganhar esta lotaria são de um para 292,2 milhões, segundo o sítio online da Powerball, estimativa que não impediu os norte-americanos de gastar mais de 300 milhões de dólares para tentarem arrecadar o prémio deste fim de semana.

Devido às escassas probabilidades de acertar na sequência dos seis números que compõem o prémio, o sorteio já se realizou 18 vezes desde novembro do ano passado sem que tenha havido um vencedor, aumentando o valor para o sorteio seguinte. Quem acertar pode escolher entre receber o dinheiro de uma só vez, o que implica impostos muito elevados, ou em parcelas anuais ao longo de 30 anos.

Em março de 2012 uma outra lotaria dos Estados Unidos, a Mega Millions, repartiu 656 milhões de dólares, o maior prémio da história americana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG