Vítima de sequestro levada em estado crítico para o Hospital de Santa Maria

Houve uma tentativa de transportar a mulher para Lisboa de helicóptero, mas as condições meteorológicas não permitiram

A mulher que estava desaparecida desde o início da semana em Grândola e foi hoje encontrada, foi levada em estado crítico para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, disse à Lusa fonte oficial do INEM.

Segundo a mesma fonte, o INEM recebeu uma chamada pelas 07:15 para assistir uma "vítima de cerca de 40 anos em estado crítico com uma lesão ao nível do tórax". "Encontra-se em situação crítica, em estado grave", acrescentou.

A mulher que estava desaparecida desde o início desta semana foi hoje encontrada hoje com vida, na companhia do ex-companheiro, "mas maltratada". O autor do rapto tentou asfixiar a ex-companheira quando se apercebeu de que a polícia lhe estava a entrar em casa, disse o diretor da Polícia Judiciária de Setúbal, Vítor Paiva, à Lusa. O homem foi detido.

A mesma fonte do INEM disse ainda à Lusa ter havido uma tentativa de transportar a mulher para Lisboa de helicóptero, mas as condições meteorológicas não permitiram, pelo que, seguiu por "via terrestre".

No local estiveram a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Litoral Alentejano e elementos dos Bombeiros Voluntários de Grândola.

A Lusa contactou, pelas 10:55, uma fonte do Hospital de Santa Maria, que confirmou que estavam à espera da mulher, que ainda não tinha dado entrada.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG