Tino ligou a Marcelo. "Ficou em segundo em Rans, o povo gosta de si"

Vitorino Silva ofereceu visita guiada a Rans ao Presidente eleito, Marcelo. No seu concelho, conseguiu 60% dos votos

"É o Tino, professor. Ficou em segundo em Rans, ó Marcelo, é porque o povo gosta de si". Foi com estas palavras que Vitorino Silva, o candidato conhecido por Tino de Rans, saudou Marcelo Rebelo de Sousa pela vitória, após serem conhecidos os resultados das eleições presidenciais. "É com muita honra que convido a fazer uma visita guiada a Rans. Conte também com as minhas ideias, vou pô-las ao seu dispor", garantiu o candidato de Rans, uma pequena freguesia no concelho de Penafiel, distrito do Porto.

Reagindo aos resultados, Vitorino Silva garantiu estar "muito contente com o resultado, muito feliz": na sua freguesia natal, obteve 60,93% dos votos (616), seguido de Marcelo Rebelo de Sousa, com 27,30% (276), e de António Sampaio da Nóvoa, com 6,92% (70 votos). A quarta candidata mais votada em Rans foi Marisa Matias, do Bloco de Esquerda, com 3,07% (31 votos). Maria de Belém conseguiu 0,99%, 10 votos no total.

Tino de Rans, que chegou a ser o quinto candidato mais votado ao longo da noite eleitoral, a nível nacional, acabou como o sexto em termos de resultados finais. Uma coincidência "engraçada", disse, já que é o sexto filho dos seus pais, foi o sexto no boletim de voto e acabou por ficar em sexto na votação, entre os dez candidatos a Belém.

"Contava ir à Liga Europa, fica para a próxima", afirmou. No seu discurso, ao final da noite, lamentou que, apesar dos bons resultados na corrida a Belém, não possa ser candidato a deputado, porque "os lugares são dos partidos" e garantiu que tudo fará para lhes retirar o "monopólio".

Exclusivos