Sereia, Lua e Bolinha: as três novas crias de roazes do Sado

Nasceram no verão, mas só agora a informação foi avançada

A população de golfinhos roazes corniveiros do estuário do Tejo aumentou durante este ano. No Verão, anunciou hoje o Instituo de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), nasceram três crias.

A primeira cria nasceu em junho, a segunda em agosto e a última em setembro, tendo o ICNF optado por não divulgar no imediato estes nascimentos de modo a proteger as novas crias, explica o comunicado deste organismo.

Sereia, Lua e Bolinha. São estes os nomes dos animais, escolhidos por alunos do ensino básico (1.º ciclo) de uma escola da região, conforme decisão do Conselho Estratégico da Reserva Natural do Estuário do Sado. A votação decorreu no passado dia 11, no auditório da Escola Básica Luísa Todi, numa iniciativa organizada pelo ICNF em parceria com a Câmara Municipal de Setúbal, que incluiu uma apresentação pela equipa técnica do ICNF - Reserva Natural do Estuário do Sado e distribuição de material informativo sobre a comunidade de roazes do Sado e sobre a Reserva Natural do Estuário do Sado.

2017 contou com o nascimento de três crias no seio da população residente de roazes corvineiros, Tursiops truncatu, do Estuário do Sado. Com estes três novos elementos a população conta agora com 30 animais.

Com estes três novos elementos a população residente de roazes corvineiros,Tursiops truncatu, do Estuário do Sado conta agora com 30 animais.

Após um acentuado declínio nas décadas de 80 e de 90 do século passado, tendo registado um mínimo de 25 animais em 2011, a população de roazes do estuário do Sado tem vindo a crescer lentamente.

No ano passado nasceram duas crias.

Exclusivos