Segurança Social fiscaliza contas de IPSS do Seixal

Instituto da Segurança Social está a fiscalizar contas e funcionamento de uma IPSS no Seixal

Inspetores da Segurança Social estão a analisar as contas da Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A notícia foi avançada pela SIC e confirmada pelo DN. Esta fiscalização iniciou-se a 19 de dezembro depois de os serviços da Segurança Social terem recebido uma denúncia anónima por email, a 15 de dezembro.

No âmbito desta intervenção estarão as respostas sociais desta Instituição Particular de Solidariedade Social e a fiscalização destina-se, segundo foi explicado ao DN, "à verificação do cumprimento dos acordos de cooperação celebrados com a Segurança Social, bem como às condições de funcionamento."

A denúncia levou, ainda, a que tenha sido "aberto um processo de auditoria financeira para verificação da legalidade das contas" da instituição. Por a fiscalização ainda estar a decorrer o Instituto da Segurança Social diz não poder dar mais esclarecimentos sobre a situação.

O DN tentou contar os responsáveis desta IPSS mas até ao momento não foi possível. No entanto, à SIC o presidente da AURPIS, José Jesus Silva, disse: "Eu não ando na contabilidade a ver isso, se as pessoas dão fixo, se deixam de dar."

Este é o terceiro caso a envolver uma Instituição Particular de Solidariedade Social em cerca de um mês: primeiro foi a denúncia de uma alegada gestão danosa na Raríssimas, ao que se seguiu uma investigação idêntico na Fundação O Século.

Exclusivos